O Sistema Dual Injection, é o sistema de injeção eletrônica que equipa os carros Audi A4, Novo Passat, Jetta GLI, Corolla XEI e novo RAV4. 

Esse sistema combina injeção direta, dentro da câmara de combustão, com a injeção tradicional, realizada no coletor.  É um sistema de injeção direta que utiliza a linha de baixa pressão para a injeção indireta, MPI.

Um fato interessante, é que os carros que foram citados acima, possuem quatro cilindros, eles têm oito injetores, ou seja, quatro são de injeção direta e quatro de injeção indireta. 

Com o passar do tempo, os engenheiros notaram que esse tipo de sistema possui uma vantagem. Eles perceberam que o sistema de injeção direta é eficiente em algumas faixas de giro do motor, e o de injeção indireta IPI, são mais eficientes para outros determinados regimes de giro. 

Por isso, os engenheiros  combinaram os dois sistemas, sob o gerenciamento de uma única central eletrônica. 

Quando ocorre a partida em marcha lenta, opera o sistema de injeção direta, ou seja, alta pressão, tempo de injeção baixo, e com um baixíssimo teor de emissão de poluentes.

Esse sistema também é utilizado em altos regimes de carga, quando existe uma grande solicitação do pedal e é necessário mais desempenho do carro. 

Nas faixas médias de rotação, assume o sistema MP tradicional, com injeção no coletor. 

Com a configuração dos dois tipos de injeção, os carros se tornaram mais eficientes termodinamicamente.

Os níveis de consumo são superiores se comparados com os similares da categoria, e além disso, boa parte dos motores que utilizam o Dual Injection, também utilizam o Ciclo Atkinson.

Gostou de saber mais sobre o Sistema Dual Injection? Continue acompanhando nosso blog e nossos outros canais, para ficar por dentro de todas  as atualizações na área mecânica!